Filme no Espaço do Conhecimento UFMG expõe dificuldades da mobilidade reduzida

Após a sessão de “A Caminhada”, no domingo, tem bate-papo com diretor. A entrada é gratuita


Um trajeto que muita gente faz diariamente até o bandejão da UFMG parece simples, mas esconde muitos problemas da acessibilidade. Pessoas com deficiência sofrem com a falta de rampas e elevadores em alguns. Para discutir como melhorar o atendimento a essas pessoas, o Espaço do Conhecimento exibe o documentário "A Caminhada" (2015), no próximo domingo, 25 de fevereiro, às 14h30. A exibição contará com a participação do diretor do documentário, Luiz Carlos Amaral. Ele vai bater um papo com os visitantes sobre o assunto. Para assistir ao filme, basta retirar uma senha na recepção. A classificação é livre.

Luiz Carlos Amaral, formado em Cinema de Animação e Artes Digitais, realizou este trabalho após se deparar com a situação do amigo Ivo, cadeirante que não conseguia chegar ao bandejão sem ajuda. O acesso ao restaurante só era possível por meio de uma escada. Ivo tinha uma doença degenerativa e residia na moradia universitária. Ao acompanhar um dia do amigo, Luiz conseguiu mostrar, neste documentário, a dificuldade de muitos que sofrem com a falta de acessibilidade. Com uma narrativa autoral, o diretor diz que este é um "filme que qualquer um poderia ter feito, mas que todos deveriam assistir. Deve mudar a maneira de muitos enxergam a vida".
Confira o vídeo

https://goo.gl/Bqh5zy

https://www.facebook.com/A-Caminhada-468401896666969/

 

0
0
0
s2smodern
powered by social2s